Como crianças obedientes

Como filhos obedientes

Por Dr. John Oswalt

“Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: ‘Sede santos, porque eu sou santo.’” (1Pe 1.14–16).

"O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará.” (1Ts 5.23–24).

Há três pensamentos que captam minha atenção quando olho para os três versículos de 1 Pedro. Vamos olhar para eles em ordem inversa. Primeiro, "está escrito." Escrito onde? Bem, Pedro está citando o livro de Levíticos do Antigo Testamento, onde o mesmo mandamento aparece nessas palavras em quatro ocasiões distintas (11:44-45; 19:2; 20:7, 26). Javé está falando no contexto da Aliança; Se você estabelece uma aliança com um grande rei, você deve fazer o que ele diz. Mas isso aqui é mais do que simplesmente fazer o que ele diz; É ser o que é e fazer o que faz. Muito chocante.

A segunda coisa que observo aqui é a afirmação "seja santo em tudo o que fizerem". Alguns teólogos cristãos contemporâneos nos dizem que a santidade não é um tipo particular de comportamento, mas apenas uma condição: você pertence a Deus e é separado para seu uso, como um vaso no templo. Mas isso não é o que Pedro diz, não é mesmo? Ele diz que a santidade é uma maneira de agir. Isso corresponde perfeitamente a Levítico 19. O capítulo começa com o mandamento de sermos santos, e o resto do capítulo, começa com um mandamento para honrar nossos pais, é uma série de mandamentos para fazer ou deixar de fazer certas coisas. Curiosamente, os tópicos são todos misturados, sem qualquer organização clara, e eles cobrem toda a gama da existência humana. Seja santo em tudo o que faz.

Agora, vamos a terceira e mais importante observação. Por que Deus tem que nos mandar ser santos? Por que não é algo que fazemos normalmente? Por causa dos “maus desejos." Mas o que são eles? A questão fica clara quando olhamos para os mandamentos de Levítico 19. O que todos eles têm em comum? Todos eles são orientados as outras pessoas. Ser santo é estar focado no bem-estar dos outros, assim como nosso Deus está supremamente focado. Mas, nossos “maus desejos" e os desejos do mundo em que vivemos estão focados diretamente na direção oposta - sobre nós mesmos. Estamos focados para dentro, não para fora. Então Deus quer mudar nossa orientação. Que pensamento! Mas isso não é algo que podemos fazer por nós mesmos. Ela tem que acontecer por meio do poder do Espírito de Cristo que vive em nós. O que temos de fazer, e é aí que entra em cena o mandamento, é dar-lhe permissão para fazer isso (o que não é necessariamente uma decisão fácil a ser tomada), e temos que acreditar que Deus fará isso. Mas se fizermos nossa parte, então, como Paulo diz, Deus é absolutamente fiel para fazer sua parte.


Traduzido por José Ildo Mello, texto original em inglês: http://calledtobeholy.net/2016/10/as-obedient-children-2/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

A Igreja passa pela Grande Tribulação?

Lições extraídas da história de Mefibosete